Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

lifeInc.

O Life Inc é um blogue com dicas sobre beleza e cosmética e reviews de produtos. Queres estar a par das últimas novidades em maquilhagem e cosméticos? Maquilhagem Cosméticos Skincare Lifestyle

London #1

Ai o que eu adoro viajar... Perfeito, perfeito era se já tivessem inventado o teletransporte porque aqui a vossa querida Cindy não é muito adepta de andar de avião. Felizmente a Miss Pinypon não partilha desse sentimento e tivemos uma viagem santa, com ela muito entretida com o seu livro de autocolantes.

 

Chegámos a Londres a tempo e horas mas depois foi toda uma logística de percorrer aeroporto, levar a piquena a fazer chichi, passar pela alfândega, tentar encontrar a estação de comboios, levantar bilhetes, apanhar comboio, mudar de comboio e finalmente chegar. Note to self: para a próxima substituir uma das 3 malas por uma mochila. É que nem me lembrei da dificuldade que era transportar 3 malas e um carrinho de bébé. UFA!!! Mas uma coisa vos digo, fiquei francamente impressionada com a atenção e cuidado dos locais para com quem transporta crianças. Ajudaram com malas, a levar o carrinho, um civismo a valer que me surpreendeu em grande. Não desfazendo o nosso país, mas nunca me aconteceu cá. Normalmente as pessoas assobiam para o lado e pronto...

 

Nisto de viajar com bébés e crianças o truque é mesmo descomplicar dentro do possível. Fomos munidos de sopas, boiões de fruta e iogulinos que não precisam de frio e portanto se tornam super práticos para viagens. Levei também umas bolachinhas para ir petiscando mas acabou por comer grande parte do stock de tostas da nossa anfitriã... ups! De resto foi comendo do que nós comemos, provou fish n' chips, uma pie de franguinho com puré e fartou-se de comer. Só não rebola porque felizmente é muito ativa.

 

O que se revelou de grande utilidade foi mesmo o bacio de viagem de que falei aqui. Até o S. ficou rendido e acha que não há coisa mais prática. Eu só gostava de ter sido a inventora e estar agora rica. O que também levei e usei foi o sling da Maria Café de que já aqui falei também várias vezes e que apesar o peso e tamanho da pequenota continua a ser prático. Porque já não há costas que aguentem 12kg de Pinypon durante uns minutos! Assim ela vai apoiada e o peso é distribuído. Numa próxima viagem já não levaremos certamente o carrinho porque ela já quase não cabe lá... Ainda por cima com o arsenal todo que levava de roupa mas estava frio e teve de ser.

 

IMG_2152.JPGÓ pra nós tão pimponas no Museu de História Natural!

 

Muitas pessoas ficam admiradas quando se apercebem do quanto a Pinypon é viajada mas nós como pais consideramos que estas experiências são importantes, tanto para eles como para nós. Acho mesmo estranho quando as pessoas usam os filhos como "desculpa" para não fazerem determinadas coisas... O que é certo é que ela já sabe que gosta de viajar e fica mesmo contente!

 

Seguem-se alguns posts sobre as vistas e locais visitados :)

 

xoxo

cindy

 

Se gostaram de ler este post e não querem perder pitada das novidades aqui no blog, basta subscrever o blog por e-mail e seguir-me nas redes sociais Instagram e Facebook ( tudo na na barra lateral direita).

Back in town

Então, sentiram a minha falta? Heis-me regressada de terras de Sua Magestade e portanto a programação habitual deste blog será retomada o mais brevemente possível!

 

Estou (estamos) estouradérrimos, andámos imensoooooooooo e aproveitámos imensooooooooo também!!! Um big thumbs up para os nossos amigos Pedro e Ju que nos receberam, com especial destaque para a gatinha deles que andou aterrorizada com a Pinypon o tempo todo :)

 

Hoje voltamos à nossa rotina e tenho a ligeira sensação que vai custar...

 

xoxo

cindy

Se gostaram de ler este post e não querem perder pitada das novidades aqui no blog, basta subscrever o blog por e-mail e seguir-me nas redes sociais Instagram e Facebook ( tudo na na barra lateral direita).

As coisas que inventam

Com a nossa viagem a Londres veio uma preocupação...

 

Desde meados de Novembro que a Pinypon não usa fralda durante o dia, apenas de noite e durante a sesta. Faz muito bem no pote mas foge da sanita, mesmo com redutor. E acabo por achar mais higiénico o pote que a sanita, principalmente fora de casa já que ela é dada a eczemas e afins. Quando saímos das duas uma, ou levamos o pote atrás - quando vamos a casa de amigos e familiares - ou então um de nós pega nela e faz assim de alto na sanita. Claro que a miúda detesta tais malabarismos e começou a deixar de querer fazer fora de casa. Aperta e aperta e acho que não é lá muito saudável passar uma manhã inteira sem fazer chichi.

 

Portanto a minha preocupação era como iamos viajar com ela nestes preparos? Uma hipótese era levar umas pull-ups e deixá-la usar caso não quisesse ir à casa de banho mas não me parecia muito aconselhável, sob pena de ela regredir e voltar às fraldas. Tinha ideia de ter lido algures num blog sobre um pote de viagem, mas já não me lembrava onde nem qual a marca, mas nada que o nosso google não providenciasse. Uma rápida pesquisa e deparo-me com um modelo na Pré-Natal e outro no Imaginarium. Acabei por encomendar o do Imaginarium porque a Pré-Natal não tinha disponível na loja e não me apeteceu pagar portes.

 

bacio-de-viagem_59251_3_3.jpg

Ora bem, e como é que isto funciona? Funciona como redutor, para quando for mais crescida e usar a sanita, e funciona como pote normal, com o auxílio de sacos descartáveis. Para quem estiver a achar um bocadinho nojento, pensem que é como deitar fora uma fralda :)  É inteiramente dobrável e cabe numa mala ou mochila. Já experimentámos este fim de semana e realmente é muito prático. E um grande thumbs up para quem se lembrou de inventar semelhante coisa!!!

 

xoxo

cindy

 

 

Se gostaram de ler este post e não querem perder pitada das novidades aqui no blog, basta subscrever o blog por e-mail e seguir-me nas redes sociais Instagram e Facebook ( tudo na na barra lateral direita).

London

E a primeira viagem deste ano será a Londres! Vamos em finais de fevereiro e espero que seja mais uma viagem em grande. Estou desejosa de voltar a Londres!

 

Apanhámos uns preços ótimos nos voos e vamos ficar em casa da minha amiga Ju que se mudou recentemente para Londres. Miss Pinypon também vai e espero que ela não se arrependa de nos ter dado guarida :) Ainda estou para ver como vou enfiar todas as coisas em 3 malas de cabine mas pensamento positivo! Ah e como vou resolver a questão de ela já não usar fraldas. Alguma dica?

 

PA300016.JPG

 

Já agora podem deixar aqui sugestões de sítios interessantes para irmos ver... Da primeira visita vimos muita coisa, desta vez gostava de aproveitar mais para percorrer calmamente a cidade sem o stress dos circuitos mais turísticos. Mas mesmo assim, ficaram algumas coisas em falta - a London Tower, o Museu de História Natural, o London Eye - e essas espero desta vez não perder. Também gostava de visitar os vários food markets espalhados pela cidade. Lembro-me de irmos ao Mercado de Portobello e de ter comido umas iguarias jeitosas por lá.

 

xoxo

cindy

 

 

 

 

 

 

Se gostaram de ler este post e não querem perder pitada das novidades aqui no blog, basta subscrever o blog por e-mail e seguir-me nas redes sociais Instagram e Facebook ( tudo na na barra lateral direita).

Weekend off #2

Ora cá vai o relato do nosso fim de semana. Escolhemos o nosso destino através do Odisseias, as promoções são geralmente boas e há sempre imensa variedade de hoteis e destinos. Não queriamos nada muito longe e como tal, escolhemos o Maçarico Beach Hotel na Praia de Mira. Andei a ler as críticas no booking.com, o hotel apenas abriu em 2013 e os pontos negativos eram o acesso ao estacionamento e a pouca simpatia e disponibilidade dos funcionários. Na altura da reserva tivemos de optar pelo upgrade para quarto spa e pagar o excedente, já que não havia quartos normais para a noite que queríamos.

 

Sábado de manhã deixámos a Pinypon nos meus pais e lá fomos. Chegámos a Mira perto da hora do almoço e demos facilmente com o hotel que é mesmo em frente à praia e não tem como enganar. Fizemos o check-in e a coisa começou logo a correr mal quando nos informaram que o quarto só estaria disponível pelas 15h, ao que eu argumentei que me tinham dito por e-mail que o check-in poderia ser feito a partir das 14h. Ah e tal mas... blá blá blá. Há maneiras e maneiras de dizer as coisas e esta não foi a correta. Podiam ter dito, sim, habitualmente é pelas 14h mas estamos atrasados, ou outra coisa qualquer. Agora dizer que é assim, porque é, quando nos disseram outra coisa, não calha bem. Ainda perguntei a um funcionário por um sítio para irmos almoçar enquanto fazíamos tempo e a resposta " só recomendo o restaurante do hotel, o resto não presta" pareceu-me de muito mau tom. Felizmente, a colega acabou por nos indicar uma feirinha gastronómica que estava a decorrer junto à Barrinha e que fez as nossas delícias. Portanto, confirma-se a inexperiência dos funcionários.

 

Lá fomos passear pela feirinha e conhecer os encantos da terra. Depois de bem almoçarmos, acabámos por ir à praia, estava um sol ótimo e bem quentinho que ainda deu para eu ficar com as bochechas a arder.

 

A Barrinha

 

 

Um belo dia de praia e um areal deserto

 

Sai uma selfie!

 

Lá pudemos finalmente ir conhecer o quarto que realmente estava muito giro e com uma decoração bem moderna. Aproveitámos para descansar um pouco e depois fomos conhecer a piscina na cobertura que tem uma vista maravilhosa sobre a praia. Esqueci-me foi de tirar fotos à piscina, mas podem ver no site do hotel.

 

 

 

   

Depois de uma boa banhoca, nada como um belo lanche numa esplanada seguido de um passeio pela marginal.

 

 

 

Fomos novamente deliciar-nos com os petiscos da região, ainda comprámos uma prendinha para a nossa Pinypon e ainda tivemos tempo para uma caipirinha no Irish Pub mesmo ao lado do hotel. No dia seguinte aproveitei aquela banheira enorme para um banho de emersão - até parecia mal ter uma banheira daquelas e não a usar. O pequeno-almoço do hotel é mesmo muito bom e tem uma boa variedade quer de comida, quer de bebidas. E a sala de jantar é também muito bonita, aliás todo o hotel está decorado com um estilo nautico fora do comum mas muito agradável. Antes das 12h fizemos o check out e fizemo-nos à estrada, com objetivo de irmos almoçar em Aveiro. Mais um regabofe culinário, seguido de um gelado maravilhoso nos Gelados de Portugal e ainda me atrevi a trazer uns ovos moles. Depois queixo-me.

 

Foi um bom fim de semana, deu para namorar e passar tempo a dois com uma disponibilidade que no dia-a-dia nem sempre conseguimos ter e nada como fazer aquelas pequenas coisas que com uma piolha de 2 anos nem sempre se consegue - ler um livro na esplanada, que loucura! E claro, ajuda saber que a Pinypon ficou bem entregue e que não fica a chorar nem a perguntar por nós.

 

xoxo

cindy

 

 

 

Se gostaram de ler este post e não querem perder pitada das novidades aqui no blog, basta subscrever o blog por e-mail e seguir-me nas redes sociais Instagram e Facebook ( tudo na na barra lateral direita).

Necessaire de férias

A palavra de ordem é simplificar e por isso é importante escolher bem os produtos a levar quando vamos de férias. Um dos objetivos é não levar a casa às costas mas por outro lado não podemos descurar os essenciais de beleza.

 

Portanto, o ideal é levar o básico - uns produtos-chave que garantam o nosso bom aspeto e de preferência que já façam parte da nossa rotina. Não deixem para esta altura as experimentações de produtos novos, a coisa pode não correr bem. A maior parte das marcas já possui os kits de viagem com os produtos mais conhecidos e são sempre uma boa aposta para as férias. No meu caso e como não tinha o constrangimento de quantidade de bagagem, acabei por levar a maior parte dos produtos em full size.

 

Base mineral d'O Boticário

Iluminador d'O Boticário

Baton Baby Lips Maybelline

Blush Intense Brasil em Festa d'O Boticário

Máscara de Pestanas Be Yu

 

Sérum Polyphenol Caudalie

Água Micelar l'Oreal

Creme Sorbet Caudalie

 

Perfume Roll on Ege d'O Boticário

Óleo Nativa Spa Monoi e Argan d'O Boticário

 

Levei alguns items de maquilhagem mas acabei por me reduzir ao mínimo - base mineral, o fantástico blush da linha Intense Brasil em Festa e máscara de pestanas. Pela terreola comprei o Baby Lips da Maybelline e fiquei fã, nem sei se resisto às outras cores. Além de usar religiosamente o protetor, devemos assegurar que a pele se mantém hidratada. Para isso levei dois aliados - o iluminador Golden Plus d'O Boticário e o Óleo de Monoi e Argan da mesma marca. O primeiro ilumina a pele graças a partículas douradas, ao mesmo tempo que ajuda a prolongar o bronzeado. O segundo é de longe o melhor óleo hidratante que já experimentei. Hidrata em profundidade e a pele fica super sedosa e cheirosa. Para os cuidados de rosto mantive a minha rotina dos últimos tempos - limpeza de pele com a água micelar da l'Oreal, hidratação com o creme sorbet e o sérum da linha Polyphenol da Caudalie. A água micelar tem-se revelado uma (muito) boa surpresa e nada como umas férias cheias de sol para a testar, brevemente tecerei as minhas considerações finais sobre ela.

 

E vocês? O que levam no vosso necessaire?

 

xoxo

cindy

 

Se gostaram de ler este post e não querem perder pitada das novidades aqui no blog, basta subscrever o blog por e-mail e seguir-me nas redes sociais Instagram e Facebook ( tudo na na barra lateral direita).

Bélgica #4

Mais um passeio... desta vez fomos até Liége, na parte francesa da Bélgica. Uma cidade onde se nota bastante a influência francesa, principalmente a nível da arquitetura.

 

Andámos meios perdidos por lá à procura do centro histórico, até que desistimos e fomos ao sabor da corrente. Deparámo-nos com esta feira que se estendia ao longo de quilómetros pelas margens do rio e que curiosamente me fez lembrar as nossas feiras. Aliás, os modelitos de pronto-a-vestir era horrivelmente iguais. Na feira era notória a presença italiana, principalmente nas barraquinhas da comida! Era um cheirinho a salame e a queijo no ar...

 

 

Acabámos por voltar para a Praça principal e resolver apanhar o comboinho turístico para fazer o tour da cidade. Passámos no Posto de Turismo, onde mais uma vez tive de usar o meu franciú que foi bastante elogiado, já que era, segundo a senhora que nos atendeu, desprovido de sotaque. Que categoria!

 

Enquanto fazíamos horas, ainda deu para percorrer mais uma feirinha na zona.

 

 

 

Com o percurso do comboio ficámos a conhecer melhor a história da cidade e a ter maior percepção do seu crescimento. Entretanto acabou-se a bateria da máquina e portanto nada de fotos. Ficou por visitar a parte mais alta da cidade mas já eram horas de voltarmos para casa!

 

xoxo

cindy

 

Se gostaram de ler este post e não querem perder pitada das novidades aqui no blog, basta subscrever o blog por e-mail e seguir-me nas redes sociais Instagram e Facebook ( tudo na na barra lateral direita).

Bélgica #3

E hoje falo-vos de Bruges!

 

Bruges, a "veneza do norte", cheia de canais e história. O centro histórico da cidade é Património Mundial da Unesco desde 2000 e é muito fácil perceber porquê já que conserva a grande parte do seu tecido e arquitetura medieval, com principal incidência do gótico.

 

 

Grote Markt

 

Campanário

 

É uma cidade que se percorre muito bem a pé, embora no dia da nossa visita estivesse a abarrotar de turistas. Afinal, era sábado. Mas lá conseguimos furar pela multidão e percorrer as ruinhas. Aqui e ali uma praça, um arco que nos levava a um jardim, um canal com patinhos, um museu... Mais uma vez, cuidado com as bicicletas! Nem com carrinho nos safámos de alguns encontros imediatos!

 

 

 

 

O que não podem deixar de fazer?

 

- Um passeio de barco pelos canais! Ao final da tarde lá fomos nós, de barquinho, com um guia so género " acho que tenho piada mas não tenho piada nenhuma". Uma pena, se fossemos uns lugares atrás na fila tinhamos apanhado o próximo barco conduzido por um guia bem mais jeitoso "à la Brad Pitt". Mas falava eu do passeio de barco. Permite ter uma visão geral da cidade e passa pelos pontos mais importantes. É giríssimo ver que muitas casas têm ancoradouros e estão centímetros acima da água. Deve ser fantástico ter uma casinha sobre o canal, com um terraço sobre as águas.

 

 

 

 

 

- Entrar numa chocolateria! Já vos falei aqui da imensidade de montras repletas de chocolate, é a loucura para os mais gulosos!

 

 

- Visitar uma loja de cerveja! O S. entrou numa que tinha mais de 11 mil variedades distintas!

 

- Visitar a Igreja de Nossa Senhora! Quem viu o Monuments Men, deve-se lembrar da referência a esta igreja e à úncia escultura de Miguel Ângelo que deixou Itália - a Virgem Maria com o Menino. Não vimos a escultura (pagava-se) mas a igreja é uma boa surpresa, embora esteja em obras.

 

 

 

Foi um belo passeio!

 

xoxo

cindy

 

Se gostaram de ler este post e não querem perder pitada das novidades aqui no blog, basta subscrever o blog por e-mail e seguir-me nas redes sociais Instagram e Facebook ( tudo na na barra lateral direita).

Bélgica #2

Continuando o relato da nossa viagem...

 

Quarta feira de manhã lá fomos nós para o aeroporto. Miss Pinypon anda saída da casca e deu-nos bastante que fazer enquanto não embarcámos. Felizmente a hospedeira tinha-nos bloqueado o lugar do corredor da nossa fila e assim no avião tivemos 3 lugares à disposição para acalmar uma Pinypon muito chorosa e refilona. Foi mesmo para esquecer, chorou bastante durante o voo, depois no aeroporto de Bruxelas enquanto esperávamos pelas malas, que ainda por cima demoraram imenso. Enquanto esperávamos pelo irmão do S. lá se acalmou e a viagem de carro foi pacífica com ela a dormir uma soneca.

 

Ficámos instalados em Beerse, em casa do irmão do S., uma vila pacata e bastante pitoresca, com as suas casinhas de tijolo à vista e ruinhas estreitas, sempre com ciclovia associada. Adorei a arquitetura, há toda uma harmonia de conjunto, derivada da utilização do tijolo em várias tonalidades mas sempre presente. Raramente se vêm muros a separar as propriedades, apenas sebes e vegetação e isso agrada-me bastante. Já a questão das bicicletas por todo o lado confesso que me mete um bocado de confusão, não basta estarmos atentos aos carros e peões, ainda temos os ciclistas... que têm prioridade. Vamos numa rua pedonal, cuidado com as biclas! Vamos na estrada, cuidado com as biclas! Deve se ruma questão de hábito, como em tudo na vida.

 

Portanto, o resto do dia foi arrumar malas, jantar e chichi, cama. Estávamos preocupados que a Pinypon estranhasse mas sinceramente, esteve sempre bem como de costume, perfeitamente ambientada e bem disposta. Nem estranhou a claridade do quarto ( não se usam estores lá), dormiu sempre bem de noite e mesmo as sestas foram feitas às claras.

 

No dia seguinte era feriado nacional, pelo que ficámos por casa a recuperar da viagem. Os meus cunhados têm uma cadelinha e um coelhinho e foi o delírio total da pequenita enquanto lá estivemos. Acordava a chamar o auau, deitava-se a dizer xau ao auau. Adoro que ela goste tanto dos animais e espero ensiná-la a respeitá-los. Acho que no final da nossa estadia a cadela já nem a podia ver à frente :)

 

 

De tarde ainda deu para dar um mergulho na piscina. Aliás, Miss Pinypon estreou-se na arte de mergulhar, desiquilibrou-se dentro de água e lá foi ela. Ficou admirada a cuspir água e nem me largou mais, mas ainda deu para chapinar um bocado mal ela perdeu o medo. A ver se praticamos mais a arte de piscinar este verão. Só falta mesmo o calor.

 

Sexta, foi dia de ir levantar o carro de aluguer que iríamos usar nos próximos dias para passear. E de tarde, nada como ir passear até Eindhoven, na Holanda. Uma cidade agradável, com bastantes edifícios modernos construídos depois dos bombardeamentos da 2ª Guerra Mundial que deixou o centro histórico destruído. Imensos turistas e imenso movimento! Deixo-vos algumas fotos da cidade!

 

 

 

 

De seguida, Bruges!

 

xoxo

cindy

 

 

Se gostaram de ler este post e não querem perder pitada das novidades aqui no blog, basta subscrever o blog por e-mail e seguir-me nas redes sociais Instagram e Facebook ( tudo na na barra lateral direita).

Bélgica #1

Começo esta série de posts a falar de... comida! Portanto, caso estejam de dieta podem passar à frente, não me responsabilizo pelos danos causados.

 

Antes de mais, os chocolates. Há chocolaterias por todo o lado, é uma loucura! Não fossem os preços algo proibitivos e tinha saído de lá a rebolar. A imaginação é o limite, há chocolates de todas as formas e feitios e dos mais variados sabores. Em Bruges há inclusivé o Museu do Chocolate! Aliás, em Bruges há uma chocolateria em cada esquina, com montras lindíssimas... Adorei mas lá resisti!

 

 

 

Resisti aos chocolates mas não resisti às gauffres! Que também estão por todo o lado e são servidas simples ou com variados toppings - chocolate, banana, morango, gelado, natas... Fiquei pela clássica gauffre com chocolate, estava boa mas não estava over the top.

 

 

Outro petisco belga - as fritures ( acho que escrevi bem). Batatas fritas bem quentinhas e estaladiças servidas com vários molhos. Provei e gostei. Mais uma vez, em Bruges têm o Museu da batata frita. Sempre pensei que as batatas fritas tivessem origem francesa, daí o nome french fries, mas pelos vistos disputam a origem com a Bélgica.

 

Claro que acabámos por trazer alguns chocolatinhos mas foi mais para oferecer que para consumo próprio.

 

 

Agora resta-nos retomar a nossa alimentação mediterrânica que estamos mesmo necessitados de um detox (sem sumos, atenção!).

 

 

 

xoxo

cindy

Se gostaram de ler este post e não querem perder pitada das novidades aqui no blog, basta subscrever o blog por e-mail e seguir-me nas redes sociais Instagram e Facebook ( tudo na na barra lateral direita).

Meet the Blogger

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Contato de e-mail

daybiday@sapo.pt

Parcerias

LojaZero.com?s=MartaDAlte
@life_inc_blog

Calendário

Dezembro 2023

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31